Para o MÊS DE MARÇO e dia 8 , nosso dia…deixo uma pergunta:

Como detectar os líderes do futuro?

Conversando com clientes, alunas e amigas esperamos que este MARÇO 2021 represente UMA GRANDE DIFERENÇA para a MULHER como “lider do mundo” no sentido de nos UNIRMOS  mais (homens fazem grupo de whatapp? não) e mudemos o MUNDO que queremos para os que vem por aí…

Vejo que muitos líderes jovens já têm a oportunidade de mudar um futuro que parece incerto e volátil….

Mas eles não planejam fazer isso com as mesmas estratégias dos mais velhos.

📌Acredito que mais mulheres que vão liderar, sim, mas à nossa maneira.

(sem precisar intimidar com o salto alto!)Aquelas chamadas a transformar a sociedade valorizam especialmente a empatia e a emoção, as que eu conheço pelo menos.

As pessoas que falam muito “eu” não são as mesmas que abusam mais do “nós” e as que “contribuem” não se comportam da mesma forma que as que “recebem”.

📌Li um texto que analisava uma pesquisa de palavras de executivos entre 35 e 65 anos, mundo afora e
o resultado do relatório traça um perfil muito claro e muito diferente dos perfis das gerações anteriores.

“Fazer” é muito mais relevante do que “dizer”. Em suas frases “vida”, “pessoas”, “amigos” e “equipe” muitas vezes aparecem,

MAS dificilmente aparecem “rápido”, “produto”, “alcançar” ou,  “dinheiro”.

Perceba a diferença das palavras mais comuns entre futuros líderes e líderes atuais.

Nos mais velhos você tem que ir até a posição 48 (em 50) para encontrar o verbo “compartilhar”, enquanto os jovens colocam-no no número 8, acima de trabalhar, acreditar, perder e alcançar.

Acredito que  as pessoas chamadas a transformar a sociedade valorizam especialmente a empatia , a emoção e o #calçar outros sapatos” e entre seus valores está a abertura à mudança, o autoaperfeiçoamento, o hedonismo e a autotranscendência, ou seja, o interesse pelo bem-estar e pelas necessidades dos outros.

É verdade que a situação que vivemos é dramática em muitos aspectos, mas também acredito que as decisões que tomamos hoje como uma sociedade de diferentes setores determinarão se esta pandemia nos torna melhores ou nos mantém indiferentes.

 

Espero que sim,nos torne mais empáticos e autocríticos, e isso nos dá um novo contrato social que prioriza o coletivo sobre o individual .

Herdamos um mundo que enfrenta uma crise climática existencial e muita injustiça social e vejo que minha geração está desmantelando as normas sociais por meio do esforço coletivo.

📌É nossa responsabilidade construir um mundo no qual queiramos viver.

Estou maravilhada com a geração que vem depois da minha porque os vejo mais livres e capazes do que qualquer um.

São feministas, expressam sua condição sexual com naturalidade, falam de política, protestam sem medo , sua educação emocional em geral é muito mais desenvolvida, são sensíveis, são ambientalistas, defendem suas causas, gostam de arte, poesia, música e valorizam o “consertar o mundo ”.

 

E você o que quer ver de melhor começar neste MARÇO 2021?

.